Primeira Reunião Publica de Câmara do novo mandato.

Declaração dos Vereadores do PS na 1ª Reunião Publica de Câmara

Na primeira Reunião Publica de Câmara, que decorreu no passado dia 23 de Outubro de 2013, o vereador Manuel Borges em nome de todos os vereadores eleitos pelo Partido Socialista fez a seguinte declaração:

“Caros Munícipes,

Realizando-se hoje a primeira reunião pública da Câmara Municipal da Moita, os vereadores do Partido Socialista eleitos nas eleições autárquicas realizadas no passado dia 29 de Setembro não querem deixar de vos deixar umas palavras.

 

Antes de mais saudar a vossa presença e deixar votos que as reuniões públicas da Câmara Municipal da Moita justifiquem  a presença de muito público, especialmente daqueles que até hoje pouco frequentaram a vida política, com especial incidência nos jovens que voltam hoje as costas a tudo o que cheira a política. Têm estas primeiras palavras uma preocupação, que a abstenção registada nas últimas eleições autárquicas no concelho da Moita de quase 60% nunca mais se volte a repetir. A Moita foi um dos 10 concelhos dos 308 do país em que a abstenção atingiu valores mais elevados, a par de mais 6 concelhos do Distrito de Setúbal, Oeiras, Cascais e Ílhavo. Este desinteresse pela causa pública a todos deve preocupar porque antes de mais, não pode ser um bom augúrio para o futuro da democracia e para o futuro de todos nós. Por isso, o nosso desejo de que uma maior participação do público nas reuniões seja revelador de uma outra postura cívica da população do concelho.

 

O Partido Socialista não ganhou as eleições como é sabido, tendo sido relegado para a oposição, oposição que será exercida sem a responsabilidade de gerir pelouros, os quais foram todos atribuídos aos vereadores eleitos pela CDU, numa atitude que, reconhecemos, é prática generalizada em todo o país, a de atribuir pelouros apenas aos vereadores eleitos pela força partidária ou independente que ganhou as eleições. Desta forma, os vereadores do Partido Socialista vêem a sua actuação limitada, do ponto de vista formal, à participação nas reuniões que se realizam de quinze em quinze dias. Ainda assim, querem os vereadores do Partido Socialista manter uma ligação mais estreita com os munícipes do concelho. Antes de mais, porque a oposição tem um Gabinete, localizado nas instalações camarárias situadas aqui mesmo ao lado dos Paços do Concelho, onde foi atribuída uma sala ao Partido Socialista e outra ao Bloco de Esquerda. Pretendem os vereadores do Partido Socialista que essa sala não seja apenas uma sala de trabalho para prepararem a sua actividade política, mas seja também um espaço aberto aos munícipes do concelho, onde poderão encontrar-se com os vereadores do Partido Socialista e expôr os problemas que os afectam e eventualmente não tenham sido resolvidos com a celeridade que se justificava. Em breve será divulgado o horário de atendimento aos munícipes pelos vereadores do Partido Socialista, pelos meios que julgarmos mais apropriados, esperamos que também nos meios de comunicação da autarquia. Embora na oposição e ainda que sem pelouros, os munícipes podem ter a garantia de que os vereadores eleitos pelo Partido Socialista estão disponíveis para colaborarem para um melhor concelho da Moita, onde dê gosto viver e se possível, trabalhar.”

Primeira Reunião Publica de Câmara do novo mandato.

Primeira Reunião Publica de Câmara do novo mandato.