Reunião de CM 22-08-2018

Incêndio ocorrido no final do espectáculo da Ana Moura foi tema na ultima Reunião de Câmara

Na continuação da Reunião do passado dia 30 de Abril, realizou-se hoje pelas 18.30 nova Reunião de Câmara.
Os trabalhos iniciaram-se com a continuidade da discussão sobre a proposta apresentada pelo PSD sobre a situação na Venezuela, onde a vereadora Filomena Ventura apresentou alterações à redação apresentada. Após a votação, a moção foi recusada e a declaração de voto do PS foi a seguinte: “Comas propostas de alteração apresentadas e aceites, pretendeu-se retirar da redação inicial todas as possíveis leituras de ingerência e focar a moção num apelo à Paz e à procura de caminhos em Liberdade que competem só aos venezuelanos. Pretendeu-se ainda que ficasse registada a preocupação com a comunidade portuguesa na sua diáspora”
Foi introduzida a questão do Incêndio do mato e canavial no decorrer do Fogo de Artificio após o concerto de Ana Moura. O Sr. Presidente esclareceu que «o Fogo de Artificio era de caixa que por tal não eram exigidas determinadas autorizações e obrigatoriedade de informações, sendo que 1 das caixas se incendiou. Mais, que a iniciativa foi da responsabilidade da Junta de Freguesia da Moita.» Foi ainda questionado o Vereador Luis Chula enquanto responsável da Proteção Civil que informou que tanto ele, como os seus serviços não tiveram conhecimento prévio do lançamento do fogo e que aguardava pelas conclusões das averiguações que decerto iriam ocorrer e que do sucedido se deveriam de retirar as devidas ilações.
Entrando na Ordem do Dia foram aprovadas por unanimidade uma Proposta sobre a Ratificação da decisão do Presidente da Câmara quanto ao prolongamento do prazo de um concurso público e outra de alterações ao trânsito e estacionamento na Baixa da Banheira, tendo os elementos do PS colocado sugestões.