Vinha das Pedras

Passagem pedonal da Vinha das Pedras

Conforme prometido, o Secretariado da Juventude Socialista da Moita continua(rá) atento à população e à sua opinião, procurando dar-lhe voz.

A passagem pedonal superior da Vinha das Pedras – Alhos Vedros, Moita, construída pela REFER e aprovada pelo atual Sr. Presidente da Câmara Municipal da Moita, João Lobo, no primeiro trimestre de 2012, desconsidera o documento legal responsável pelas afirmações que definem as condições de autorização de construção de infraestruturas (Decreto-Lei n.º 163/2006 de 8 de Agosto), denotando-se uma falta de atenção e comprometimento para com todos os cidadãos, especialmente para com aqueles que sofrem de mobilidade reduzida ou nula.

Perante o desagrado e escassa praticidade da ponte construída pelas autoridades competentes, os populares veem-se obrigados a violar as condições mais primárias de segurança, tal como é percetível na fotografia acima.

Muitas são as queixas que, neste âmbito, são apresentadas ao Secretariado da Juventude Socialista do Concelho da Moita; são estas frequentes demonstrações de desagrado que originam as inúmeras visitas ao local e a luta pela melhoria das condições de mobilidade e acessibilidade dos moitenses. A nossa luta passa por alertar e tentar consciencializar 1) a autarquia – que mesmo após várias investidas da nossa parte não demonstra vontade em solucionar a problemática – e 2) os cidadãos para os seus direitos e também para os riscos que correm neste contexto em particular.

Em conclusão: O desrespeito pelo documento legal acima citado e pelas pessoas, que consideramos serem o principal foco, é encoberto por discursos supostamente inspiradores sustentados por ações que objetivam desviar o olhar popular para a avaliação e construção de outras infraestruturas mais visíveis e utilizáveis: espera-se assim que os moitenses se esqueçam desta e de muitas outras problemáticas e se contentem com a melhoria do pavimento de determinada estrada ou o arranjo mais cuidado de certa rotunda.

A passagem pedonal da Vinha das Pedras oferece assim, e como podemos constatar, péssimas condições e enormes probabilidades de acidentes que não podem ser mascaradas pela autarquia nem solucionadas com alternativas que a população mais cedo ou mais tarde acaba por levar a cabo, como é o corte da rede que visa permitir a passagem pela via férrea.

Não nos vamos esquecer e continuaremos a lutar. E você?

 

Vinha das Pedras